domingo, 15 de julho de 2012

Mais de mil servidores trabalham na Flit 2012

Mais de mil pessoas trabalharam na Flit  – Feira Literária Internacional do Tocantins, realizada de 6 a 15 de julho, na Praça dos Girassóis, em Palmas. São trabalhos desde a elaboração da programação, do projeto de estrutura, dos processos de licitação, da montagem, divulgação e outras atividades, até o acontecimento do evento em si. Os servidores da Seduc - Secretaria da Educação foram divididos em 33 comissões de ação na Flit e contaram ainda com os servidores da Sejuves - Secretaria da Juventude e Esportes e da Secretaria de Cultura.

Valdeci da Luz Santana, que trabalha no apoio, esteve em todos os 10 dias da Flit, chegava às 6h30 e o seu expediente ia até às 20h. Ele disse que valeu a pena fazer parte de um projeto tão importante para a cidade. Todos os servidores da Seduc terão uma escala de folga pela compensação dos dias trabalhados fora do horário normal de expediente.


Maria de Jesus Guimarães, que na Secretaria da Educação trabalha no setor de Inclusão, na Flit aprendeu sobre o processo de taxidermia dos animais. O seu trabalho foi explicar para as pessoas que visitaram a exposição do Museu de Zoologia José Hidassi, da Fundação Unitins, montada na estação ‘Amor Perfeito’ como os animais são taxidermizados. A tarefa de Maria era não deixar as pessoas tocarem nos animais e explicar como acontece o processo.

Joselane Fernandes, responsável pelo Café Literário, começou a sua tarefa com o contato com os escritores nacionais e com os tocantinenses que lançaram livros. “Faço esse trabalho desde 2007, me sinto gratificante e feliz. Este ano superamos todas as expectativas no espaço do Café Literário porque o ambiente estava amplo, confortável e foi muito agradável auxiliar a todos que passaram por lá”, disse.

Para Maria das Dores Rodrigues Maia (a Dora), ficou responsável pela formação continuada, desde o levantamento dos temas, das necessidades das escolas, até receber os palestrantes e oficineiros. “Foi muito gratificante, porque senti que as pessoas confiaram em mim, foi uma oportunidade e muito compromisso”, disse Dora, que começou seu trabalho em dezembro de 2011. O que ela destacou com muita alegria foi a amizade com os palestrantes regionais, nacionais e internacionais. Dora participou das 13 Flits e destacou a união dos servidores da Seduc. "Houve mais harmonia, mais interação e respeito pelo trabalho do outro", frisou.

Lídia Balduíno, responsável por uma equipe de 16 pessoas que atuaram no cerimonial, falou da satisfação de fazer parte da Flit, ressaltando a aprendizagem. Ela destacou o encontro dos acadêmicos nacionais de Letras, com uma troca de experiências, de saberes com os escritores do Tocantins e de todas as regiões do Brasil. Outro ponto que Lídia destacou foi a interação cultural com as várias manifestações acontecendo no meio da praça, numa estreita interação com o público.

Vanderlei Lima Rodrigues, que trabalha da Unitins e atuou na  Flit pela primeira vez como mestre de cerimônia, frisou a experiência profissional. “Como colaborador da Flit, convivi com personalidades do cenário literário e cultural do País. Conheci toda a dinâmica da Flit, tive um contato mais próximo com os servidores da Seduc, foi uma experiência que vai além do que possamos imaginar, para a vida, porque representa um crescimento intelectual e espiritual”, contou.

Agradecimentos

O secretário Danilo de Melo Souza agradeceu a todos os servidores que fizeram a Flit acontecer. “Para que a feira tivesse o brilho que teve, devemos agradecer aos servidores brilhantes envolvidos, que embora cansados, estão com saudades. Só terceirizamos os setores de segurança e limpeza, mas todos os outros foram realizados por servidores da Seduc, Cultura e Juventude. São pessoas que ficaram responsáveis pela gestão de espaço, pela programação, pela recepção aos convidados, pelo translado dos visitantes. Nota 10 para todos os servidores e nossos agradecimentos e do Governador Siqueira Campos a todos que ajudaram a fazer da Flit um evento de sucesso. São pessoas que sabem fazer a diferença”, disse.

Publicada em 15/07/2012 por Josélia de Lima em Geral